O vice-governador e secretário de Saúde, defensor Carlos Almeida, reafirmou na manhã dessa sesta feira (8), em reunião com entidades que representam os trabalhadores de empresas terceirizadas, que os pagamentos garantidos pelo Governo do Amazonas já estão em andamento. Porém, uma das principais reclamações dos trabalhadores é de que algumas empresas que já receberam não pagaram os salários e ainda estariam coagindo os funcionários.

Almeida disse que vai cobrar das empresas que já receberam que paguem os salários dos funcionários e que se for preciso acionará o Ministério Público do Trabalho (MPT) em favor do direito dos trabalhadores.

“Nós não podemos admitir que os funcionários não recebam, nós não aceitamos assédio moral ou qualquer outra ameaça”, ressaltou o secretário, enfatizando que os funcionários prejudicados protocolem suas reivindicações na Secretaria para que as providencias legais sejam tomadas.

Segundo Almeida, mais de 70% do pagamento acordado já foi creditado.