(Reprodução / Facebook)

O músico amazonense Robson de Souza Lopes, 43, mais conhecido como Binho Lopes, morreu na noite desta segunda, 30, vítima do coronavírus, em Manaus. É a segunda morte por Covid-19 registrada no Amazonas.

Ele estava internado no Hospital Delphina Aziz, em Manaus, desde o dia 20 de março, quando apresentou uma inflamação nos pulmões, conforme relato de familiares. Na unidade, ele passou por testes para detectar coronavírus, que deu positivo.

O tecladista estava em estado grave e respirando com auxílio de aparelhos. A equipe médica chegou a fazer tratamento com uso de cloroquina, mas o paciente veio a falecer.

Binho era empresário e músico da banda de baile Joy e tocava no ministério musical de uma igreja evangélica. O maestro deixa esposa e dois filhos.

Segundo informações da Fundação de Vigilância em Saúde do AM (FVS), haviam 151 casos registrados de coronavírus no estado até ontem (30), e uma morte registrada. A morte de Binho é a segunda.

A FVS tem reforçado a importância de seguir ao máximo as orientações de isolamento social e de higienização das mãos e de áreas e objetos tocáveis, além da distância de segurança (2 metros). Essas são algumas das medidas que barram a proliferação do vírus, segundo o órgão.

(Portal Beiradão)