Cidadãos chineses com máscaras cirúrgicas. Crédito: EWTN Noticias

A Esmolaria Apostólica enviou para a China milhares de máscaras cirúrgicas como gesto de solidariedade a fim de “ajudar a limitar a propagação da infecção por coronavírus” no país.

Conforme informou a Sala de Imprensa da Santa Sé por meio de um comunicado, “trata-se de uma iniciativa conjunta da Esmolaria Apostólica e do Centro Missionário da Igreja Chinesa na Itália, com a colaboração da Farmácia Vaticana”.

As máscaras foram enviadas para as províncias de Hubei, Zhejian e Fujian.

No último dia 26 de janeiro, o Papa Francisco expressou sua proximidade aos chineses por conta do coronavírus, ao final da oração mariana do Ângelus, na Praça de São Pedro.

“Desejo também estar próximo e rezar pelas pessoas doentes por causa do vírus que se difundiu na China. Que o Senhor acolha os mortos na sua paz, conforte as famílias e sustente o grande empenho da comunidade chinesa, já organizada para combater a epidemia”, declarou o Santo Padre na ocasião.

Segundo balanço divulgado pelo governo chinês nesta terça-feira, 4 de fevereiro, até o momento foram registrados 426 mortes por coronavírus no país e 20.471 casos da doença foram confirmados.

+ sobre o coronavírus

Além disso, no domingo, 2 de fevereiro, foi registrada primeira morte causada pelo coronavírus fora da China, caso ocorrido nas Filipinas.

Por conta do coronavírus, a Igreja no sudeste asiático tomou medidas a fim de prevenir o contágio entre os fiéis. A Conferência dos Bispos Católicos das Filipinas (CBCP), por exemplo, pediu que a comunhão seja recebida na mão e aconselhou os fiéis a evitarem contatos físicos, como dar as mãos no Pai-Nosso ou no momento da paz.

Também a Diocese de Hong Kong pediu aos fiéis que não participem da Missa, inclusive a de domingo, caso apresentem algum dos sintomas da doença, suspeita de contágio ou se estiveram em algum lugar afetado pelo vírus.

Além disso, publicou novas pautas para enfrentar a emergência pelo surto do coronavírus, as quais vão desde a higiene dos templos e locais paroquiais até a proteção das pessoas e o uso dos objetos litúrgicos durante as celebrações.


Viu? Aqui a sua marca é vista. Anuncie no Portal Beiradão.