Um vídeo de uma professora jogando água em uma aluna, de 12 anos, que estava passando mal, viralizou na internet. O caso aconteceu em uma escola estadual na região da avenida Paulista, em São Paulo, durante o final da aula de educação física. As informações são da Record TV.

Uma aluna começou a gravar um vídeo por acaso e flagrou a cena. No chão está uma menina aparentemente desmaiada, com várias colegas ao redor e uma professora em pé com uma garrafinha de água. Depois de alguns instantes a professora começa a derramar o líquido em cima da estudante.

A menina conta que estava brincando de bambolê, quando bateu de cabeça com uma amiga e caiu no chão. Ela ainda estava tonta para conseguir levantar quando a professora chegou.

A mãe da vítima acusa a docente de praticar bullying. Após o episódio, a estudante estaria sendo perseguida pela professora e por outros alunos. A aluna não está mais conseguindo frequentar as aulas por causa dos ataques. Cícera registrou dois boletins de ocorrência, um de maus tratos, contra a professora e outro de injúria, por conta dos assédios feitos pelos colegas.

Em áudios divulgados, alunos afirmam que a professora proibiu o uso da quadra depois do ocorrido e colocou a culpa na garota, gerando revolta na classe que começa a hostilizar a menina. Em outro áudio, enviado pela vítima para sua mãe, a aluna pede para ser buscada na escola pois os colegas estariam “xingando” ela.

A neuropsicóloga Deborah Moss afirma que já passou da hora dos professores entenderem que bullying não é brincadeira e nem coisa de criança. A prática pode afetar a autoestima, aumentar a insegurança, levar a um isolamento da vítima chegando até à depressão.

Em nota, a Secretaria da Educação disse que vai apurar os fatos e que a direção da escola está em constante contato com a mãe da estudante. Até o momento, a professora não foi punida.

Fonte: R7

Leia também: